Nietzsche contra Maomé e o Anticristo – Estados religiosos na produção de simulacros violentos

Tempo de leitura: menos de 1 minuto