O livro de Adão – Parte 1

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Desde ao início da Idade moderna, com a ascensão da ética protestante, o espírito do capitalismo e da respectiva cultura material, a partir de cerca de 1500, após cada ciclo de crise econômica seguida de guerra entre países integrantes do centro dinâmico do sistema capitalista, advinha um período de crescimento econômico. Foi assim na crise de 1898, a guerra de 1914 e o crescimento econômico que se sucedeu. situação análoga ocorreu com a crise de 1929, a 2ª guerra mundial e o crescimento econômico, que se estendeu até às décadas 70-80 do século passado.
Criou-se a expectativa de que crise atual e as futuras crises seguiriam o mesmo padrão das anteriores. Grande e grava equívoco, pois a evolução sócio-histórica do grande mercado vem seguindo, em tempo muito longo, o mesmo padrão do período pré-diluviano ou pré- Segundo período intermediário egípcio. Agora, cada crise será acompanhada de guerras, porém, sucedida de decrescimento econômico, até à fragmentação tripartite do mercado global Lamec, em depressão Noé. Decrescimento cujo clímax consistirá em convulsões sociais graves e prolongada, por toda a rede global de mercados macrorregionais