julho 2017

Você está navegando os arquivos do site de julho 2017.

9 minutos Parte 2. O resultado da crise: Casta portuga-descendente e seu aliados eugenistas cooptaram as esquerdas como estratégia de combater os segmentos pobres trabalhadores, negros, índios e mestiços  A cooptação indicada dessa série consistiu em uma estratégia ideológica operada pelas elites portuga-descendentes e seus aliados eugenistas. Ela tem como objetivo neutralizar e esvaziar movimentos populares por justiça social, liderados por esse outro gênero de elementos de má fé. Os quais são dotados, entretanto, da capacidade de liderança política, para a infelicidade dos segmentos Continue

5 minutos Resultado da crise: Alternância leonina-raposina no poder; volúpia por impostos altos; políticos, juízes e poderosos corruptos Focalizamos o profeta Sofonias, que era de Judá, e vivera, provavelmente, em Jerusalém, e que era de origem étnica etíope (negro). Seu ministério pode ser datado em torno de 630 a.C. [1] Este é um dos grandes profetas individuais escritores, e precursores do Profeta Maior, isto é, o Filho de Deus, Jesus. Esta categoria de profetas é integrada pelos verdadeiros intérpretes de Deus. Vimos, anteriormente, com Continue

17 minutos ISAÍAS no Brasil: críticas sociais aplicáveis às elites brasileiras corruptas e violentas Olá, meu nome é Francisco, quero mostrar a você uma coincidência impressionante. A nação brasileira está, amaldiçoada, pelos falsos deuses dos teólogos e sacerdotes pseudo cristãos evangélicos, católicos, protestantes e outros tanto desse gênero como de outros gêneros de ideólogos. Uma enorme coincidência ocorre, de um lado, com as críticas feitas pelos grandes profetas individuais, ao exemplo de por Isaías, e do outro, o estado contemporâneo da nação brasileira. Ou Continue

9 minutos Determinados irmãos e/ou membros da parentela de Jesus não acreditavam nele, conforme disse João Evangelista: “Com efeito, nem mesmo os seus irmãos acreditavam nele” (Jo 7, 5). Tais irmão de Jesus também não conseguiram mantê-lo “crucificado”, isto é, preso no seu grupo familiar, conforme demonstramos, claramente, na palestra anterior. E, nesse sentido explicamos a passagem bíblica (Cf. M 12, 46-50), em que Jesus, por um lado, repudiou e se libertou do seu grupo familiar (mãe e irmãos), e por outro lado, adotou Continue

11 minutos Vou focalizar o tema: “os grupos sociais são formatados pelos intelectuais hegemônicos de uma nação, e assim esses intelectuais moldam as condutas dos indivíduos membros dessa nação. Jesus ofereceu ao indivíduo a “espada”, isto é, um instrumento de luta, para esse indivíduo se libertar tanto dos ideólogos hegemônicos como dos grupos sociais formatados por eles”. A “espada”. O Jovem Jesus libertário empunha a ESPADA como sua marca registrada. Ou seja, a “espada” voltada para o indivíduo se libertar dos grupos sociais em Continue

6 minutos A verdade da relação entre Jesus e “o discípulo que Jesus amava” João com a cabeça recostada no colo de Jesus, à altura do seio de Jesus. Esta foi a primeira posição em que João se encontrava, quando Jesus anuncia que um dos seus discípulos o iria trair, conforme essa primeira posição é descrita, no texto original, em língua grega, na forma “coiné” (comum) (vide o “Novo Testamento Interlinear Grego-Português”): []NOTA: Novo Testamento Interlinear Grego-Português “Estava reclinado um dos discípulos dele em Continue