2015

Você está navegando os arquivos do site de 2015.

menos de 1 minuto O campo objetivo (ações sociais) da conduta individual ou campo “fora de vós” O indivíduo que pratica a psicologia ensinada pelo Mestre e transmitida por Tomé, então, abre para si, a possibilidade de sair do estado de “Ilusão”, “pobreza” (intelectual) ou “morte” (alienação). Desse modo, ele pode se libertar, deixando de ser manipulado, a partir do “exterior” (fora de vós), nas interações sociais significativas, por outros indivíduos, mormente por ideólogos (sacerdotes, teólogos, filósofos, etc.) ou mesmo por contingências. Neste sentido, Continue

menos de 1 minuto Vejamos os dois principais motivos, que levaram os patriarcas da Igreja a sumirem com todos os exemplares do Evangelho de Tomé. Em primeiro lugar, é preciso entender que Jesus concebe como o único meio, que viabiliza transformar efetivamente a sociedade, para uma forma mais justa e fraterna, precisamente a transformação de suas unidades mínimas componentes, isto é, os indivíduos. Torná-los autoconscientes, auto-diligentes e dotados de consciência social crítica e transformadora. Mas, amorosos, fraterno, etc., e ativamente atuantes, pacificamente, no sentido Continue

menos de 1 minuto Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Vamos retomar a questão da noção de alienação, que o Mestre representa, metaforicamente, na figura da “morte”. Vejamos, sucintamente, outros trechos, nos quais o Mestre empregou como artifício a metáfora da “morte” (alienação). Agora que sabemos que o Mestre empregou este artifício, dispomos da chave para entendermos os referidos trechos: “Em verdade, em verdade vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou Continue

menos de 1 minuto Jesus e Kosik na aplicação do caminho ou método analítico (Art. 14, 4.1.; P. 76-80) Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf 4.1. O caminho, détour ou método analítico na perspectiva de Kosik, K.      Vimos (Art. 9, 3.1., p.57-60) que o Mestre notara que o indivíduo se vê como um todo. Mas, o método ou “caminho” empregado, ordinariamente, para conhecer a si mesmo, enquanto um sujeito todo estruturado interagindo no meio, e entender Continue

menos de 1 minuto Como evitar conduta inconveniente, operando no “corpo todo” a partir do corpo subjetivo (Art. 16, 4.2.2.;4.2.3.; p. 88-92). Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus :  http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf No caso indicado no artigo anterior (Art. 15), o Mestre recomenda ao indivíduo extirpar, em primeiro lugar, a causa subjetiva (sentimento de cobiça). E, assim também, extirpar todo o subsequente desenvolvimento, ainda no campo subjetivo, que esse tipo de sentimento valoriza, instrui, redimensiona e direciona a vontade e Continue

menos de 1 minuto   Livro O Templo: – Resgate do sentido original da doutrina de JesusMt 6, 19-23 (Art. 17, 4.3.;4.3.1., p. 93-97) http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Na trecho agora em tela (Mt 6, 19-23), o Mestre expõe duas sentenças implicadas entre si. Na primeira sentença (Mt 6, 19-21), por um aspecto, ele ressalta a condição determinante do fator afetivo (coração) sobre o fator valorativo (tesouro), e por outro, a grande importância – fator básico determinante – do fator afetivo ou sentimental, nos dois campos da Continue

menos de 1 minuto Introdução  O livro que se convencionou chamar de Evangelho de Tomé, desde há quase dois mil anos estava sumido. Qual o motivo disto? Vamos explica, mais adiante. Um exemplar desse livro foi descoberto em 1945, nos arredores da cidade de Nag Hammadi, no Alto Egito, e foi catalogado como o mais importante dos textos, da assim chamada Biblioteca de Nag Hammadi.[1] Estudiosos têm proposto como datação desse livro, datas tão cedo como 40 ou tão tarde como 140, dependendo de Continue

menos de 1 minuto As trevas exteriores em “A parábola dos talentos” (Art. 21, 5.4., p. 122-128) www.tribodossantos.com.br Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf A parábola dos talentos é muito esclarecedora. Nela, o Mestre mostra algumas características importantes, pertinentes: tanto ao tipo de conduta do indivíduo que se encaixa no “regozijo de Deus” (e consequentemente na Luz Jesus enviado Pelo Pai); como também ao tipo de conduta do indivíduo que se encaixa nas “trevas exteriores”. Na parábola em Continue

menos de 1 minuto O verdadeiro sendeiro luminoso. Confronto entre Schutz e Kosik (contribuição ao resgate do pensamento de Jesus). (Art. 22, 5.5., p. 128-137). Livro O TEMPLO – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf   Alguns aspectos dos conhecimentos produzidos por determinados pensadores contemporâneos, a exemplo de Schutz e Kosik, podem nos ajudar, no sentido de resgatarmos, atualizarmos a terminologia e dilatarmos certos pontos pertinentes ao pensamento do Jesus Histórico. Pensamento este relativo às noções atinentes ao indivíduo, aos campos Continue

menos de 1 minuto O templo-indivíduo versus templo-edifício: o “corpo todo” é o templo de Deus (Art. Y, 2.2.; p. 50-54). Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf   O Mestre concebe o “corpo” do indivíduo não somente como o único e exclusivo templo, que o Espírito Santo do Deus Pai pode habitar. Ele o concebe, também, como a base da igreja que estava fundando. Isto em distinção e oposição aos ideólogos hegemônicos judeus (sacerdotes e teólogos fariseus e Continue