Caminho ou método analítico

menos de 1 minuto Conflito entre o mundo da Luz e o mundo das trevas Livro: O TEMPLO – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-%20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf “Ideologia” como “verdade” e efeito de realidade produzida pelo poder (Foucault) (Art. 32, 7.1.;7.2., p. 186-196) . No sentido do resgate do sentido original do pensamento do Filho do Homem, Foucault nos ajuda a entender, atualizar a terminologia e a ampliar alguns aspectos de determinadas noções abordadas pelo Mestre. Foucault focaliza a noção de ideologia, por Continue

menos de 1 minuto Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Vamos retomar a questão da noção de alienação, que o Mestre representa, metaforicamente, na figura da “morte”. Vejamos, sucintamente, outros trechos, nos quais o Mestre empregou como artifício a metáfora da “morte” (alienação). Agora que sabemos que o Mestre empregou este artifício, dispomos da chave para entendermos os referidos trechos: “Em verdade, em verdade vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou Continue

menos de 1 minuto Jesus e Kosik na aplicação do caminho ou método analítico (Art. 14, 4.1.; P. 76-80) Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf 4.1. O caminho, détour ou método analítico na perspectiva de Kosik, K.      Vimos (Art. 9, 3.1., p.57-60) que o Mestre notara que o indivíduo se vê como um todo. Mas, o método ou “caminho” empregado, ordinariamente, para conhecer a si mesmo, enquanto um sujeito todo estruturado interagindo no meio, e entender Continue

menos de 1 minuto Como evitar conduta inconveniente, operando no “corpo todo” a partir do corpo subjetivo (Art. 16, 4.2.2.;4.2.3.; p. 88-92). Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus :  http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf No caso indicado no artigo anterior (Art. 15), o Mestre recomenda ao indivíduo extirpar, em primeiro lugar, a causa subjetiva (sentimento de cobiça). E, assim também, extirpar todo o subsequente desenvolvimento, ainda no campo subjetivo, que esse tipo de sentimento valoriza, instrui, redimensiona e direciona a vontade e Continue

menos de 1 minuto   Livro O Templo: – Resgate do sentido original da doutrina de JesusMt 6, 19-23 (Art. 17, 4.3.;4.3.1., p. 93-97) http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Na trecho agora em tela (Mt 6, 19-23), o Mestre expõe duas sentenças implicadas entre si. Na primeira sentença (Mt 6, 19-21), por um aspecto, ele ressalta a condição determinante do fator afetivo (coração) sobre o fator valorativo (tesouro), e por outro, a grande importância – fator básico determinante – do fator afetivo ou sentimental, nos dois campos da Continue

menos de 1 minuto As trevas exteriores em “A parábola dos talentos” (Art. 21, 5.4., p. 122-128) www.tribodossantos.com.br Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf A parábola dos talentos é muito esclarecedora. Nela, o Mestre mostra algumas características importantes, pertinentes: tanto ao tipo de conduta do indivíduo que se encaixa no “regozijo de Deus” (e consequentemente na Luz Jesus enviado Pelo Pai); como também ao tipo de conduta do indivíduo que se encaixa nas “trevas exteriores”. Na parábola em Continue

menos de 1 minuto O verdadeiro sendeiro luminoso. Confronto entre Schutz e Kosik (contribuição ao resgate do pensamento de Jesus). (Art. 22, 5.5., p. 128-137). Livro O TEMPLO – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf   Alguns aspectos dos conhecimentos produzidos por determinados pensadores contemporâneos, a exemplo de Schutz e Kosik, podem nos ajudar, no sentido de resgatarmos, atualizarmos a terminologia e dilatarmos certos pontos pertinentes ao pensamento do Jesus Histórico. Pensamento este relativo às noções atinentes ao indivíduo, aos campos Continue

menos de 1 minuto O templo-indivíduo versus templo-edifício: o “corpo todo” é o templo de Deus (Art. Y, 2.2.; p. 50-54). Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf   O Mestre concebe o “corpo” do indivíduo não somente como o único e exclusivo templo, que o Espírito Santo do Deus Pai pode habitar. Ele o concebe, também, como a base da igreja que estava fundando. Isto em distinção e oposição aos ideólogos hegemônicos judeus (sacerdotes e teólogos fariseus e Continue

menos de 1 minuto O Caminho ou “método analítico” ensinado por Jesus – O “corpo todo” (indivíduo como totalidade) e suas partes – o caminho ou método analítico: corpo subjetivo – corpo objetivo (Mt 5, 27-30). (Art. 15, 4.2.;4.2.1., p. 8o-88) Livro O Templo – Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Vejamos, primeiramente, em Mt 5, 27-30, o Mestre ensinando a aplicação do caminho ou método analítico, na abordagem do indivíduo concebido como totalidade ou “o corpo todo”. Ou seja, a Continue

menos de 1 minuto “Todo o teu corpo”: totalidade que engloba o sujeito e o objeto: Mt 6, 22-23 (Art. 19, 4.3.3.;4.3.4.;4.3.5.; p. 102-113) www.tribodossantos.com.br Livro O Templo– Resgate do sentido original da doutrina de Jesus: http://tribodossantos.com.br/pdf/O%20Templo%20-20introdu%C3%A7%C3%A3o.pdf Nesta segunda sentença, o Filho do Homem tem como pressuposto as proposições acima indicadas. Assim, ele explica, mais detalhadamente, alguns aspectos das conexões entre, de um lado, o campo “céu” (subjetivo e motivador), e de outro, o campo “terra” (objetivo e motivado por àquele). Enfim, o Mestre Continue